Paródias no ensino de microbiologia: a música como ferramenta pedagógica

Germana Costa Paixão, Liliane Araújo Lima, Nayana de Jesus Oliveira Colaço, Raenia Almeida Lima, Tamyres Carvalho Casimiro, Laura Helena Pinto Castro, Lydia Dayanne Maia Pantoja

Resumo


Atividades lúdicas, como as paródias, são estratégias didáticas motivadoras para a aprendizagem e configuram-se como forma criativa e crítica de trabalhar o aprendizado. O presente artigo objetiva descrever o processo de construção e divulgação de paródias como instrumento facilitador para transmissão e assimilação de conteúdos microbianos, no âmbito do projeto de extensão ‘Musicalizando a Biologia’, vinculado ao Curso de Ciências Biológicas a distância da Universidade Estadual do Ceará/Universidade Aberta do Brasil. Trata-se de relato de experiência da produção de três paródias na qual foi possível estabelecer os critérios e os conteúdos, bem como a escolha de músicas populares que viriam a facilitar a fixação da melodia e da letra contendo as ideias que se queria transmitir. Os resultados indicam que a utilização dessa ferramenta pode oferecer contribuições significativas para o ensino e favorecer a aprendizagem dos conteúdos em microbiologia.


Palavras-chave


bactérias; paródias; ensino de microbiologia; aprendizagem; criatividade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v11i1.1079

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil