A encenação da violência obstétrica: (dis)junções entre ficção e realidade

Renata Barreto Malta, Jônatas Breno Silva Santos

Resumo


Este artigo se propõe a analisar cenas de parto exibidas em telenovelas brasileiras, criteriosamente selecionadas, com o objetivo de identifiar as representações de diferentes formas de violência obstétrica, explícitas ou veladas. Para tanto, optamos por dois métodos complementares: a análise de conteúdo e a análise de imagens em movimento. Como resultado, identifiamos três eixos que abarcam as diferentes expressões midiatizadas da violência contra a parturiente: violência pela situação, violência pelo abandono e violência direta. Na discussão, pontuamos consonâncias e dissonâncias entre fição e realidade, além da falta de problematização acerca do tema, o que, de forma sintomática, contribui para a sua naturalização.

Palavras-chave


Violência obstétrica; Telenovela; Representação; Análise de conteúdo; Análise de imagens em movimento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v14i4.1961

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil