Estudos métricos da informação na medicina: uma análise bibliométrica na base Scopus

Juliana Lazzarotto Freitas, Maria Cláudia Cabrini Grácio, Leilah Santiago Bufrem

Resumo


O campo de produção científica das ciências da saúde destaca-se historicamente como precursor do desenvolvimento das primeiras pesquisas que consolidaram o uso de fontes de informação científica no Brasil. Este artigo analisa o interdomínio dos estudos métricos da informação com a medicina. Elege o campo da medicina como representativo das ciências da saúde na base de dados Scopus, visando, assim, reconhecer esse espaço de produção científica a partir de indicadores de produtividade e de colaboração relacionados a autores, periódicos e instituições. Caracteriza o interdomínio em um corpus de 132 artigos da autoria de 28 pesquisadores, em um período de 28 anos. Apresenta os autores, periódicos e instituições mais producentes, bem como as relações de coautoria e de cocitação entre autores e periódicos. Define agrupamentos de autores e de periódicos, identificando os mais representativos do interdomínio analisado. Qualifica os artigos conforme os seus enfoques, segundo os três grupos-alvo da bibliometria, presentes em Glänzel (2003), e identifica as suas temáticas de pesquisa. Conclui que os autores mais representativos apresentam estudos com enfoques nos três grupos-alvo e que o periódico Scientometrics é o que estabelece a articulação das pesquisas constituintes do interdomínio de forma mais consistente.

Palavras-chave


Estudos métricos da informação; Análise da produção científica; Interdomínio; Medicina; Ciência da informação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v15i4.2325

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil