AC-Redes semânticas de hashtags: modelo de estudo métrico de informações em saúde em mídias sociais

Júlia Carvalho Andrade, Francisco José Aragão Pedroza Cunha, Patrícia Nicolau Magris, Marcos Grilo, Hernane Borges de Barros Pereira

Resumo


As mídias sociais são importantes canais de difusão de informações em saúde. O objetivo deste artigo é apresentar um modelo de estudo métrico de informações para minerar temáticas relacionadas à covid-19 no Facebook, intitulado AC-Redes semânticas de hashtags. O modelo é composto pelos métodos de análise de redes semânticas e de análise de coocorrência. As métricas aplicadas no período de maio de 2020 a janeiro de 2021 foram: as frequências de hashtags, as centralidades de grau e de intermediação e o índice incidência-fidelidade; e o estudo de ilhas. As temáticas identificadas foram: ‘Educação na pandemia’; ‘Trabalho e pandemia’; ‘Ciência, saúde e pandemia’; ‘Isolamento social na pandemia’; e ‘Política e pandemia’. Por meio desse modelo, foi possível identificar as temáticas mais relevantes sobre a covid-19 para os usuários do Facebook.


Palavras-chave


Covid-19; Mídias sociais; Modelos de recuperação da informação; Troca de informação em saúde; Redes semânticas.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Madãyã dos Santos Figueiredo de. Redes de palavras em textos escritos: uma análise da linguagem verbal utilizando redes complexas. 2009. 120 f. Dissertação (Mestrado em Física) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2009.

AHMED, Naseem et al. The covid-19 infodemic: a quantitative analysis through Facebook. Cureus, Palo Alto, v. 12, n. 11, p. e11346, 2020. DOI: https://dx.doi.org/10.7759%2Fcureus.11346. Disponível em: https://www.cureus.com/articles/42649-the-covid-19-infodemic-a-quantitative-analysis-through-facebook. Acesso em: 10 jan. 2022.

ANDRADE, Júlia Carvalho et al. Alimentação saudável no Instagram: rede de hashtags. In: BRAZILIAN WORKSHOP ON SOCIAL NETWORK ANALYSIS AND MINING (BRASNAM), 8., 2019, Belém. Anais [...]. Belém: Sociedade Brasileira de Computação, 2019. p. 35-46. DOI: https://doi.org/10.5753/brasnam.2019.6546. Disponível em: https://sol.sbc.org.br/index.php/brasnam/article/view/6546. Acesso em: 10 jan. 2022.

AQUINO, Maria Clara. Hipertexto 2.0, folksonomia e memória coletiva: um estudo das tags na web. E-Compós, Brasília, DF, n. 9, nov. 2007. DOI: https://doi.org/10.30962/ec.165. Disponível em: https://www.e-compos.org.br/e-compos/article/view/165. Acesso em: 07 jan. 2022.

AZER, Jaylan; BLASCO-ARCAS, Lorena; HARRIGAN, Paul. #covid-19: forms and drivers of social media users’ engagement behavior toward a global crisis. Journal of Business Research, [s. l.], v. 135, p. 99-111, out. 2021. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jbusres.2021.06.030. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0148296321004409. Acesso em: 10 jan. 2022.

BARABÁSI, Albert-László. Network science. Cambridge: Cambridge University Press, 2016.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2016.

BEUKES, Christine. Seven trending hashtags about covid-19 on social media. Media Update, Roodepoort, 20 abr. 2020. Social. Disponível em: https://www.mediaupdate.co.za/social/148423/seven-trending-hashtags-about-covid-19-on-social-media. Acesso em: 26 ago. 2021.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 2009.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim epidemiológico especial: doença pelo coronavírus covid-19, Brasília, DF, n. 26, 02-08 ago. 2020a. Semana epidemiológica 32. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/coronavirus/boletins-epidemiologicos/boletim-epidemiologico-covid-19-no-26.pdf. Acesso em: 25 ago. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim epidemiológico especial: doença pelo coronavírus covid-19, Brasília, DF, n. 39, 22-28 nov. 2020b. Semana epidemiológica 48. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/boletins/boletins-epidemiologicos-covid-19/2020/boletim_epidemiologico_covid_39.pdf. Acesso em: 25 ago. 2021.

BRASIL. Presidência da República. Discurso do presidente da República, Jair Bolsonaro, na abertura da 75ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Governo Federal, Brasília, DF, 22 set. 2020c. Discursos. Disponível em: https://www.gov.br/planalto/pt-br/acompanhe-o-planalto/discursos/2020/discurso-do-presidente-da-republica-jair-bolsonaro-na-abertura-da-75a-assembleia-geral-da-organizacao-das-nacoes-unidas-onu. Acesso em: 15 ago. 2021.

CALDEIRA, Silvia Maria Gomes. Caracterização da rede de signos linguísticos: um modelo baseado no aparelho psíquico de Freud. 2005. 130 f. Dissertação (Mestrado em Modelagem Computacional) – Fundação Visconde de Cairu, Salvador, 2005.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

COSTA-MOURA, Fernanda. Proliferação das #hashtags: lógica da ciência, discurso e movimentos sociais contemporâneos. Revista Ágora, v. 17, n. especial, p. 141-158, 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-14982014000300012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/agora/a/yzCXysYcfvRFnZj9r7ZGZnw/?lang=pt. Acesso em: 10 jan. 2022.

CUNHA, Murilo Bastos da; CAVALCANTI, Cordélia Robalinho de Oliveira. Dicionário de biblioteconomia e arquivologia. Brasília, DF: Briquet de Lemos, 2008.

DAGAN, Noa et al. Effects of social network exposure on nutritional learning: development of an online educational platform. JMIR Serious Games, Toronto, v. 3, n. 2, out. 2015. DOI: https://doi.org/10.2196/games.4002. Disponível em: https://games.jmir.org/2015/2/e7/. Acesso em 07 jan. 2022.

FADIGAS, I. S.; PEREIRA, H. B. B. A network approach based on cliques. Physica A: Statistical Mechanics and its Applications, [s. l.], v. 392, n. 10, p. 2576-2587, 2013. DOI: https://doi.org/10.1016/j.physa.2013.01.055. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0378437113001088. Acesso em: 10 jan. 2022.

FEIXA, Carles; FERNÁNDEZ PLANELLS, Ariadna; FIGUERAS MAZ, Mónica. Generación hashtag: los movimientos juveniles en la era de la web social. Revista Latinoamericana de Ciencias Sociales, Niñez y Juventud, Manizales, v. 14, n. 1, p. 107 120, 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.11600/1692715x.1416301115. Disponível em: http://www.scielo.org.co/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1692-715X2016000100007. Acesso em: 07 jan. 2022.

FERENTZ, Larissa et al. Hashtags relacionadas à covid-19 no Brasil: utilização durante o início do isolamento social. Comunicação em Ciências da Saúde, Brasília, DF, v. 31, p. 131-143, 2020. DOI: https://doi.org/10.51723/ccs.v31iSuppl%201.690. Disponível em: http://www.escs.edu.br/revistaccs/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude/article/view/690. Acesso em: 10 jan. 2022.

FORECAST of the number of Facebook users in Brazil from 2017 to 2025 (in millions). Statista, [s. l.], 2021. Social media & user-generated content. Disponível em: https://www.statista.com/forecasts/1136447/facebook-users-in-brazil. Acesso em: 24 ago. 2021.

FREEMAN, Linton C. Centrality in social networks conceptual clarification. Social Networks, [s. l.], v. 1, n. 3, p. 215-239, 1978-1979. DOI: https://doi.org/10.1016/0378-8733(78)90021-7. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/0378873378900217. Acesso em: 11 jan. 2022.

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ (FIOCRUZ). Fiocruz e AstraZeneca alinham detalhes para produção de vacina para covid-19. Portal Fiocruz, Rio de Janeiro, 01 ago. 2020. Notícias. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/noticia/fiocruz-e-astrazeneca-alinham-detalhes-para-producao-de-vacina-para-covid-19#:~:text=A%20Funda%C3%A7%C3%A3o%20Oswaldo%20Cruz%20(Fiocruz,comprovada%20a%20sua%20efic%C3%A1cia%20e. Acesso em: 12 ago. 2021.

GOMES, Maria Nélida González de. A representação do conhecimento e o conhecimento da representação: algumas questões epistemológicas. Ciência da Informação, Brasília (DF), v. 22, n. 3, p. 217-222, 1993. DOI: https://doi.org/10.18225/ci.inf..v22i3.479. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/479. Acesso em: 11 jan. 2022.

GONZALEZ, José Antonio Moreiro. Conceptos introductorios al estúdio de la información documental. Salvador: EDUFBA; Lima: Pontificia Universidad Católica del Perú, 2005.

GROSS, Jonathan L.; YELLEN, Jay. Handbook of graph theory. Boca Raton: CRC Press, 2004.

HENRIQUE, Trazíbulo. Covid-19 e a internet (ou estou em isolamento social físico). Interfaces Científicas: Humanas e Sociais, n. 8, v. 3, p. 5-8, 2020. DOI: https://doi.org/10.17564/2316-3801.2020v8n3p5-8. Disponível em: https://periodicos.set.edu.br/humanas/article/view/8713. Acesso em: 07 jan. 2022.

HOLMBERG, Christopher et al. Adolescents’ presentation of food in social media: an explorative study. Appetite, Londres, v. 99, p. 121-129, 2016. DOI: https://doi.org/10.1016/j.appet.2016.01.009. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0195666316300083?via%3Dihub. Acesso em: 07 jan. 2022.

JACOMY, Mathieu et al. ForceAtlas2, a continuous graph layout algorithm for handy network visualization designed for the gephi software. PLoS One, São Francisco, v. 6, n. 9, 2014. DOI: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0098679. Disponível em: https://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0098679. Acesso em: 11 jan. 2022.

KLEIN, Gisiela Hasse; GUIDI NETO, Pedro; TEZZA, Rafael. Big Data e mídias sociais: monitoramento das redes como ferramenta de gestão. Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 26, n. 1, p. 208-217, 2017. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902017164943. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sausoc/a/hMsMwVXk8G6bqkzNkXJ9hJJ/abstract/?lang=pt. Acesso em: 10 jan. 2022.

MARTELETO, Regina Maria. Redes sociais, mediação e apropriação de informações: situando campos, objetos e conceitos na pesquisa em Ciência da Informação. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, Brasília (DF), v. 3, n. 1, p. 27-46, jan.-dez., 2010. Disponível em: https://revistas.ancib.org/index.php/tpbci/article/view/178. Acesso em: 07 jan. 2022.

MEDFORD, Richard J. et al. An “infodemic”: leveraging high-volume Twitter data to understand public sentiment for the covid-19 outbreak. Open Forum Infectious Diseases, Cary, v. 7, n. 7, 2020. DOI: https://doi.org/10.1093/ofid/ofaa258. Disponível: https://academic.oup.com/ofid/article/7/7/ofaa258/5865318. Acesso em: 11 jan. 2022.

NEWMAN, Mark E. J. Networks: an introduction. Oxford: Press Oxford, 2010.

NUMBER of monthly active Facebook users worldwide as of 2nd quarter 2021 (in millions). Statista, [s. l.], 2021. Social media & user-generated content. Disponível em: https://www.statista.com/statistics/264810/number-of-monthly-active-facebook-users-worldwide/. Acesso em: 24 ago. 2021.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA (UNESCO). A Comissão Futuros da Educação da Unesco apela ao planejamento antecipado contra o aumento das desigualdades após a covid-19. Paris: Unesco, 16 abr. 2020. Disponível em: https://pt.unesco.org/news/comissao-futuros-da-educacao-da-unesco-apela-ao-planejamento-antecipado-o-aumento-das. Acesso em: 14 ago. 2021.

PAGNO, Marina. Ministério da Saúde abre campanha de vacinação contra a covid-19 com envio de doses aos estados. Governo Federal, Brasília, DF, 19 jan. 2021. Notícias. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/noticias/ministerio-da-saude-abre-campanha-de-vacinacao-contra-a-covid-19-com-envio-de-doses-aos-estados#:~:text=O%20Minist%C3%A9rio%20da%20Sa%C3%BAde%20deu,a%20todos%20os%20estados%20brasileiros. Acesso em: 10 ago. 2021.

PAULA, Fabio Rocha de; MELLO, Marcia Gomide da Silva. Análise de redes sociais: a formação de grupos do Facebook frente à epidemia da covid-19 no Brasil. VITTALLE: Revista de Ciências da Saúde, v. 32, n. 1, p. 32-42, 2020. DOI: https://doi.org/10.14295/vittalle.v32i1.11406. Disponível em: https://periodicos.furg.br/vittalle/article/view/11406. Acesso em: 10 jan. 2022.

PEREIRA, H. B. B. et al. Semantic networks based on titles of scientific papers. Physica A: Statistical Mechanics and its Applications, [s. l.], n. 390, p. 1192-1197, 2011.

PILAR, Ladislav et al. Framework for Social Media Analysis Based on hashtag research. Applied Sciences, Basel, v. 11, n. 8, p. 1-18, 2021. DOI: https://doi.org/10.3390/app11083697. Disponível em: https://www.mdpi.com/2076-3417/11/8/3697. Acesso em: 10 jan. 2022.

SANTOS, Verônica Cerqueira dos; GRILO, Marcos. Identificação de temáticas de trabalhos de conclusão de curso por meio de redes semânticas. Revista Paranaense de Educação Matemática, Campo Mourão, v. 9, n. 20, p. 219-235, 2020. Disponível em: http://revista.unespar.edu.br/index.php/rpem/article/view/734. Acesso em: 11 jan. 2022.

TEIXEIRA, Gesiane Miranda. Redes semânticas em discursos orais: uma proposta metodológica baseada na psicologia cognitiva utilizando redes complexas. 2007. 118 f. Dissertação (Mestrado em Modelagem Computacional) – Fundação Visconde de Cairu, Salvador, Bahia, 2007.

TEIXEIRA, Gesiane Miranda et al. Complex semantic networks. International Journal of Modern Physics C, [s. l.], v. 21, n. 3, p. 333-347, 2010. DOI: https://doi.org/10.1142/S0129183110015142. Disponível em: https://www.worldscientific.com/doi/abs/10.1142/S0129183110015142. Acesso em: 11 jan. 2022.

TELLES, André. A revolução das mídias sociais: cases, conceitos, dicas e ferramentas. São Paulo: M. Books, 2010.

VERDÉLIO, Andreia. Primeira morte por covid-19 no Brasil aconteceu em 12 de março. Agência Brasil, Brasília, DF, 28 jun. 2020. Saúde. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-06/primeira-morte-por-covid-19-no-brasil-aconteceu-em-12-de-marco. Acesso em: 16 ago. 2021.

VERMELHO, Sônia Cristina et al. Refletindo sobre as redes sociais digitais. Educação & Sociedade, Campinas, v. 35, n. 126, p. 179-196, jan./mar. 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-73302014000100011. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/4JR3vpJqszLSgCZGVr88rYf/?lang=pt. Acesso em: 07 jan. 2022.

WATTS, Duncan; STROGATZ, Steven H. Collective dynamics of ‘small-world’ networks. Nature, Londres, n. 393, v. 6684, p. 440-442, 1998. DOI: https://doi.org/10.1038/30918. Disponível em: https://www.nature.com/articles/30918. Acesso em: 11 jan. 2022.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Global strategy on digital health 2020-2024. Genebra: WHO, 2019. Disponível em: https://extranet.who.int/dataform/upload/surveys/18343. Acesso em: 08 fev. 2022.

XAVIER, Luiz Gustavo. Maia: incompetência do ministro da Saúde pode comprometer vacinação. Agência Câmara de Notícias, Brasília (DF), 29 jun. 2020. Saúde. Disponível em: https://www.camara.leg.br/noticias/716474-maia-incompetencia-do-ministro-da-saude-pode-comprometer-vacinacao/. Acesso em: 16 ago. 2021.

YANG, Kai-Cheng; TORRES-LUGO, Christopher; MENCZER, Filippo. Prevalence of low-credibility information on Twitter during the covid-19 outbreak. arXiv:2004, [s. l.], 14484v2 [cs.CY], 2004. 8 jun 2020. Preprint. DOI: https://doi.org/10.36190/2020.16. Disponível em: https://arxiv.org/abs/2004.14484. Acesso em: 22 mar. 2022.

ZAREI, Koosha et al. A First Instagram dataset on covid-19. arXiv:2004, [s. l.], 12226v1, 25 abr. 2020. Preprint. DOI: https://doi.org/10.48550/arXiv.2004.12226. Disponível em: https://arxiv.org/abs/2004.12226. Acesso em: 22 mar. 2022.

ZAVERSNIK, Matjaz; BATAGELJ, Vladimir. Islands – identifying themes in large networks. In: INTERNATIONAL SUNBELT SOCIAL NETWORK CONFERENCE, 24., 2004, Portorož. Abstracts [...]. Ljubljana: Center of Methodology and Informatics, Institute of Social Sciences at Faculty of Social Sciences, 2004. p. 69.




DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v16i2.2385

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil