Participação social e democratização das mídias: caminhos para ampliar os direitos à comunicação e à saúde

Pâmela Pinto

Resumo


O livro Direito à Comunicação e Saúde discute a inter-relação entre esse dois direitos humanos e o seu reflexo no exercício da cidadania. Os autores traçaram uma retrospectiva das interfaces entre os dois campos, sobretudo a partir das mobilizações que originaram o Sistema Único de Saúde (SUS) e do cenário regulatório da radiodifusão e da Internet no país. A democratização da comunicação brasileira e a ampliação da participação social foram descritas como elementos centrais para configuração de uma sociedade democrática. A obra defende a comunicação como um bem público, que dever ser partilhado por todos.


Palavras-chave


Políticas de comunicação; Direito à comunicação; Direito à saúde; Participação social; Comunicação e saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.29397/reciis.v15i4.2458

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil