Comunicação na hanseníase: a recepção de materiais educativos por profissionais e usuários do Sistema Único de Saúde, no município do Rio de Janeiro, Brasil

Adriana Kelly Santos, Ana Paula Goulart Ribeiro, Simone Souza Monteiro

Resumo



Palavras-chave


Estudo de recepção; materiais educativos; comunicação; hanseníase; lepra

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, I. S ; CARDOSO J. Comunicação e Saúde. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2007.

BAKHTIN , M. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 2006.

CANGUILHEM, G. Escritos sobre a medicina. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2005.

CLARO, L. B. L. Hanseníase: representações sociais sobre a doença. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 1995.

KELLY-SANTOS, A. A palavra & as coisas: produção e recepção de materiais educativos sobre hanseníase. 2009. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2009.

LEAL, O. F. Etnografia da audiência: uma discussão metodológica. In: SOUSA, M. W. (Org.).

Sujeito, o Lado Oculto do Receptor. São Paulo: Brasiliense, 1995. p.113-121.

MARTÍN-BARBERO, J. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2003.

MINAYO, M. C. S. O Desafio do Conhecimento: pesquisa qualitativa em Saúde. São Paulo: Hucitec; Rio de Janeiro: ABRASCO, 2000.

MOREIRA, M. B. R. Hanseníase versus Lepra: o que mudou?. 2005. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) – Faculdade de Saúde, Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2005.

MONTEIRO, S.; VARGAS, E. P. (Org.). Educação, Comunicação e Tecnologia: interfaces com o campo da saúde. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2006.

PIMENTA, N. D., LEANDRO, A.; SCAHLL, V. T. A ética do grostesco e a produção audivisual para a educação em saúde: segregação ou empatia? O caso das leishmanioses no Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.5, n. 23, p.1161-1171, 2007.

PINTO, M. J. Comunicação e discurso. Uma introdução à análise de discursos. São Paulo: Hacker Editores, 1999.

PNCH – Programa Nacional de Controle de Hanseníase (Brasil).Coordenação Geral. Relatório de Gestão. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2009.

ROTBERG, A. Leprosy: a psycho-social-somatic pehenomenon. International Journal of Leprosy, v.1, n. 43, p.62, 1975.

SONTAG, S. A doença como metáfora. Rio de Janeiro: Graal, 1984.

VASCONCELLOS-SILVA, P. R.; RIVIERA, F. J. U.; ROZEMBERG, B. Próteses de comunicação e alinhamento comportamental: uma revisão da literatura sobre impressos hospitalares. Revista de Saúde Pública, v.4, n. 37, p. 531-542, 2003.

VERÓN, E. Fragmentos de un tejido. Barcelona: Gedisa, 2004.

WHITE, C. (Iatrogenic stigma in outpatient treatment for Hansen’s disease (leprosy) in Brazil. Health Educathion. Res. v. 23, p. 25-39, 2008.




DOI: https://doi.org/10.3395/reciis.v6i4.576

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil