O que pode ser dito acerca do aborto no discurso social contemporâneo

Autores

  • María Belén Del Manzo Facultad de Periodismo y Comunicación Social,Universidad Nacional de La Plata, Argentina.

DOI:

https://doi.org/10.29397/reciis.v6i4.732

Palavras-chave:

Aborto, Comunicação, Saúde, Discurso, Representações

Resumo

Este trabalho apresenta um esboço teórico-metodológico que começamos a elaborar para o Doutorado em Comunicação, com o propósito de analisar e interpretar o tema do aborto. Nesse sentido, propusemo-nos a dar conta de como o discurso social de um momento histórico determinado, ou seja, a discussão do projeto de Lei de Interrupção Voluntária da Gravidez (IVE), apresentado em março de 2010 no Congresso da Nação, aborda o aborto em diferentes espaços da vida social: a saúde pública e os meios de comunicação.
Na Argentina, este é um fenômeno social complexo, trabalhado através de diversas dimensões, tais como as noções de saúde pública, gênero, direitos sexuais e (não) reprodutivos, e a partir da estrutura legal. Especificamente, pesquisaremos alguns dos diferentes lugares onde o tema foi trabalhado histórica e academicamente e, por sua vez, trataremos de identificar, analisar e repensar alguns significados hegemônicos quanto à ordem do discurso, certos prejuízos e mecanismos de ocultamento, mas também de modificações que deem lugar a novas interpretações, com a finalidade de debelar a luta pelos sentidos com
respeito ao aborto em relação aos meios da saúde.


Palavras-chave: Aborto; Comunicação; Saúde; Discurso; Representações.

Biografia do Autor

María Belén Del Manzo, Facultad de Periodismo y Comunicación Social,Universidad Nacional de La Plata, Argentina.

Facultad de Periodismo y Comunicación Social,Universidad Nacional de La Plata, Argentina.
Docente das matérias de Linguística e Métodos de Análise Linguística e Francês da Faculdade
de Jornalismo e Comunicação Social e pesquisadora da Universidad Nacional de La Plata.
Professora JTP da matéria de Linguística Geral da Facultad de Psicología (UNLP). Bacharel em
Comunicação Social (UNLP) e doutoranda em Comunicação (UNLP).

Downloads

Publicado

2018-02-07