Gravidez adolescente e anticoncepção de emergencia: o software DI@Seguinte como auxilio virtual para as equipes de saúde

Autores

  • Fernando Lefevre Universidade de São Paulo.
  • Sandra Dircinha Araújo Teixeira de Araújo Universidade de São Paulo (USP).
  • Dressiane Zanarde Pereira Universidade de São Paulo (USP).
  • Patrícia da Silva Yokomizo Universidade de São Paulo (USP).

DOI:

https://doi.org/10.3395/reciis.v6i4.748

Palavras-chave:

comunicação e saúde, gravidez adolescente, contracepção de emergência, programa multimídia, discurso do sujeito coletivo

Resumo

No contexto da problemática da gravidez na adolescência e da contracepção de emergência, pretende-se apresentar um software, em formato de programa multimídia, desenvolvido com base em resultados de uma investigação de representações sociais dirigida a adolescentes, a
ser aplicado por profissionais de saúde. O software foi construído com base em uma investigação junto a adolescentes sobre a temática da Anticoncepção de Emergência, para a qual se utilizou a metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo. Permite um diálogo entre adolescentes usuários do programa e técnicos no tema da gravidez adolescente. Mediante seis casos paradigmáticos apresentados em historias em quadrinhos, o usuário pode optar por uma ou mais opiniões dos entrevistados da investigação sobre cada caso e ouvir a opinião dos
especialistas. Caso necessite esclarecer suas dúvidas , o programa oferece textos técnicos em campos específicos. Foi produzido por uma equipe interdisciplinar o programa multimídia “Di@Seguinte”, disponível para livre distribuição nos sites: www.tolteca.com.br e www.ipdsc.com.br. Este programa foi positivamente avaliado por usuários jovens e por
profissionais de saúde. A elaboração de produtos educativos complexos e virtuais em formato multimídia, com base em investigações de Representação Social, mostrou possibilidades de funcionar como apoio às equipes de saúde em seu trabalho com jovens.


Palavras chave: comunicação e saúde; gravidez adolescente; contracepção de emergência; programa multimídia; discurso do sujeito coletivo

Biografia do Autor

Fernando Lefevre, Universidade de São Paulo.

Universidade de São Paulo. Graduação em Pedagogia pela Universidade de São Paulo (1969),
mestrado em Semiótica pela Universidade de Paris - Sorbonne (1974) e doutorado em Saúde
Pública pela Universidade de São Paulo (1990). Atualmente é professor titular sênior da
Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.É criador do método do Discurso do
Sujeito Coletivo e dos softwares Qualiquantisof e QLQTonline. Tem bolsa de produtividade do
CNPQ.

Sandra Dircinha Araújo Teixeira de Araújo, Universidade de São Paulo (USP).

Núcleo de Estudos sobre Violência, Humanização da Assistência e dos Serviços. Pós Doutorado  em Ginecologia e Obstetricia (Faculdade de Medicina da USP). Doutorado em Saúde Pública  Saúde Pública (USP) e Doutorado em Ginecologia, Obstetrícia e Perinatologia pelo Instituto de  Assistência Medica ao Servidor Público Estadual-Secretaria de Estado da Saúde/SP, Presidente  do Núcleo de Estudos sobre Violência e Humanização da Assistência e dos Serviços (NEVHAS).

Dressiane Zanarde Pereira, Universidade de São Paulo (USP).

Universidade de São Paulo. Mestre em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (2011),  graduada em Têxtil e Moda pela Universidade de São Paulo-Escola de Artes, Ciências e  Humanidades (2008) Tem experiência na área de Saúde Coletiva e metodologias de pesquisa  qualitativas e quantitativas, atuando principalmente nos seguintes temas: representação  social, estereótipos e corporeidade.

Patrícia da Silva Yokomizo, Universidade de São Paulo (USP).

Universidade de São Paulo. Bacharel em Textil e Moda pela Escola de Artes, Ciências e
Humanidades da USP. Tem trabalhos nas áreas de design e ilustração;projetos desenvolvidos
como bolsista junto ao Cnpq e estudos na área de moda, envelhecimento e comportamento.

Downloads

Publicado

2016-10-25