Descrição preliminar do cenário da comunicação científica na América Latina e Caribe

Autores

  • Michelli Costa Universidade de Brasília (UnB), Faculdade de Ciência da Informação, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação. Brasília, DF, Brasil.
  • Fernando César Lima Leite Universidade de Brasília (UnB), Faculdade de Ciência da Informação, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Brasília, DF, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.29397/reciis.v11i2.1142

Palavras-chave:

indicadores de ciência e tecnologia, comunicação científica, literatura científica, América Latina e Caribe.

Resumo

O modelo de colonização instaurado na América Latina e no Caribe influenciou profundamente o desenvolvimento da ciência e tecnologia (C&T) bem como dos processos constituídos para fazer fluir a informação que é necessária e que resulta da produção do conhecimento científico. Ao serem considerados como a atividade capaz de promover fluxos de informação imprescindíveis à capacidade de fazer avançar a C&T, os processos de comunicação científica representam indicadores do desenvolvimento científico de uma área do conhecimento ou região. Partindo desse pressuposto, este artigo tem por objetivo relatar e discutir resultados de levantamento sobre o cenário da comunicação científica na América Latina e no Caribe. Para tanto, foram coletados e analisados dados sobre investimento/financiamento em C&T, uma série de artigos de periódicos, títulos de periódicos e patentes na base de dados da Red de Indicadores de Ciencia y Tecnología - Iberoamericana e Interamericana (Ricyt), no Directory of Open Access Journals (DOAJ) e em páginas web das agências de fomento da região. Entre os resultados é possível indicar que Brasil, Argentina e México concentram maior parte do investimento em C&T; o crescimento das publicações latino-americanas se deve, em grande parte, ao crescimento das publicações científicas no Brasil; a maior parte da atividade científica e tecnológica da América Latina é financiada com recursos públicos; a região tem apresentado consideráveis avanços nos últimos dez anos, tanto em investimento em pesquisa como no desenvolvimento de mecanismos para a comunicação científica.

Downloads

Publicado

2017-06-29

Edição

Seção

Artigos originais