Multidisciplinaridade e especificidade na comunicação científica: discussão do impacto na avaliação de diferentes áreas

Rogério Mugnaini, Dinah Apparecida de Melo Aguiar Población

Resumo


As referências bibliográficas podem revelar o perfil da ciência publicada, oferecendo importantes informações sobre a história de uma revista. Ao identificar o impacto dos diferentes tipos de documentos citados por cinco revistas científicas de áreas diversas, constatou-se que o livro é consideravelmente mais citado numa revista de Ciências Sociais Aplicadas, enquanto a área de Saúde Coletiva faz uso deste tipo de documento em proporções equiparáveis com os artigos científicos. Nas revistas de Física e Medicina as citações a revistas internacionais são muito mais prevalentes. E na revista de Veterinária e de Ciência da Informação, destacam-se os anais e teses. Estas constatações são importantes para entender as culturas de comunicação científica das áreas, o que pôde ser observado também ao analisar, tanto as classificações das revistas no Qualis, quanto os critérios constantes dos documentos de área. Indicadores bibliométricos não restritos a um índice são capazes de oferecer parâmetros para cooperar na definição de critérios para avaliação da produção científica brasileira, segundo as características das diferentes áreas do conhecimento.

 


Palavras-chave


Comunicação científica; Indicadores bibliométricos; Avaliação; Bases de dados; Citação.

Texto completo:

PDF PDF EN (English)


DOI: https://doi.org/10.3395/reciis.v4i5.533

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




e-ISSN 1981-6278 

Icict - Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde

Fundação Oswaldo Cruz | Ministério da Saúde
Av. Brasil, 4365 | Pavilhão Haity Moussatché | Manguinhos | CEP 21040-900
Rio de Janeiro | Brasil