Dados abertos de pesquisa: ampliando o conceito de acesso livre

Autores

  • Luis Fernando Sayão Comissão Nacional de Energia Nuclear, Centro de Informações Nucleares, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
  • Luana Farias Sales Comissão Nacional de Energia Nuclear, Instituto de Engenharia Nuclear, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.3395/reciis.v8i2.611

Palavras-chave:

Dados de Pesquisa, Curadoria Digital, e-Science, Ciência aberta, Análise de dados

Resumo

O desenvolvimento de uma nova geração de experimentos, sensores, instrumentos e software de simulação faz com que a pesquisa científica contemporânea produza e utilize uma quantidade extraordinária de dados. Esse fato caracteriza o conceito emergente de e-Science, que oferece um conjunto de ferramentas tecnológicas para a coleta e análise de dados de pesquisa e possibilita que novos enfoques, aplicações, inovações e serviços sejam oferecidos pela ciência moderna. Porém, para que os dados sejam preservados eles precisam passar por processos de curadoria digital, cuja principal metodologia é atribuir a eles metadados estruturais e semânticos que garantam transmissão de conhecimento para o futuro. Por outro lado, no âmbito da ciência aberta, existe uma tendência mundial para dar acesso livre aos periódicos científicos e essa demanda se estende agora para o acesso livre e inteligível dos dados gerados pela pesquisa científica. Este trabalho discute brevemente a importância dos dados científicos abertos e os seus impactos  nos atuais sistemas de informação para a pesquisa e, finalmente, propõe elementos para a composição de um modelo de curadoria digital de dados de pesquisa para o país.

 

Downloads

Publicado

2014-06-30