Saúde mental infantojuvenil e educação: análise bibliométrica da produção científica nacional e internacional (1968-2014)

Autores

  • Bruna Lidia Tano Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Programa de Pós-Graduação em Educação Especial. São Carlos, SP, Brasil.
  • Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Departamento de Ciência da Informação e Programa de Pós-Graduação em Educação Especial. São Carlos, SP, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.29397/reciis.v9i3.989

Palavras-chave:

saúde mental, infância, adolescência, escola, bibliometria

Resumo

Documentos de amplitude internacional apontam a importância de estratégias de atenção e de cuidados em saúde e educação para crianças e adolescentes em sofrimento psíquico. Este estudo objetivou identificar e caracterizar na literatura científica nacional e internacional artigos que estabelecem a interface entre saúde mental infantojuvenil e educação. A metodologia adotada foi a análise bibliométrica, e as fontes de dados foram coletadas nas bases Lilacs e Medline. Foram analisados 43 artigos publicados entre 1968 e 2014. Os resultados indicaram que a década atual reúne a maior parte dos estudos, e as normativas de caráter internacional no campo da educação e da saúde mental podem ter estimulado essa agenda de pesquisas. Com predomínio das abordagens quantitativas, os artigos foram publicados por pesquisadores das Américas, Europa, Ásia, África e Oceania. Tais estudos contribuem para uma discussão interdisciplinar sobre o tema da saúde e educação de crianças e adolescentes em sofrimento psíquico.

Downloads

Publicado

2015-10-08

Como Citar

Tano, B. L., & Hayashi, M. C. P. I. (2015). Saúde mental infantojuvenil e educação: análise bibliométrica da produção científica nacional e internacional (1968-2014). Revista Eletrônica De Comunicação, Informação E Inovação Em Saúde, 9(3). https://doi.org/10.29397/reciis.v9i3.989

Edição

Seção

Artigos originais